Publicidade
Rádio Kairos - A rádio da família
    Fevereiro Roxo: mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

    Fevereiro Roxo: mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

    Embora sejam doenças que não têm cura, o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes. 
    A campanha Fevereiro Roxo visa conscientizar a população sobre três doenças incuráveis: Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer. Ela informa e incentiva as pessoas para que procurem o diagnóstico precoce e correto das doenças que são autoimunes (corpo ataca o próprio organismo) degenerativas, para poder garantir qualidade de vida aos portadores das doenças com o acompanhamento médico adequado.

    Lúpus

    De causas desconhecidas, o Lúpus é uma doença que pode atingir qualquer parte do corpo. Entre os órgãos mais atingidos estão a pele, rins, cérebro, pulmões e articulações. Ela pode causar dores frequentes, manchas no corpo, sensibilidade ao sol e até mesmo, convulsões.
    "Os sintomas e a gravidade da doença variam de acordo com os órgãos que foram afetados. O tratamento, portanto, é feito de acordo com o lugar e a intensidade. Cuidados diários como a proteção solar e uso de medicamentos imunossupressores são algumas medidas tomadas para controlar os efeitos do Lúpus. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem garantir ao paciente com Lúpus uma vida normal", explica o reumatologista Dawton Torigoe.

    Fibromialgia

    A fibromialgia é uma afecção comum, muito frequente em mulheres. Caracterizada, principalmente, por fortes dores em todo o corpo. Seus principais sintomas são as dores generalizadas, cansaço contínuo e insônia. Muitas vezes, vem acompanhada ainda de depressão e ansiedade.
    "Um aspecto fundamental do tratamento, é a atividade física, especialmente a aeróbica: caminhada, corrida e natação. Elas são extremamente importantes para a melhora de todos os sintomas da doença", afirma o Dr. Torigoe.

    Alzheimer

    É um transtorno neurológico degenerativo, mais comum entre pessoas idosas. É uma das principais causas de demência e acomete mais de um milhão de brasileiros. A condição causa a morte gradual dos neurônios, provocando a perda de memória e de outras funções cognitivas, como capacidade de organização, orientação de tempo e espaço, entre outras.
    O tratamento ainda não é capaz de alterar o curso natural da doença. Entretanto, existem medicamentos disponíveis para atenuar os sintomas.
    "Realizar atividades que forçam o estímulo mental como leitura e jogos de raciocínio, podem ajudar a prevenir a doença. Já para o paciente que tem o Alzheimer, a reabilitação atrelada ao tratamento medicamentoso específico e a exercícios físicos melhora, significativamente, sua qualidade de vida", ressalta o neurocirurgião Guilherme Lepski.

    Fonte: https://novo.folhavitoria.com.br/geral/noticia/02/2020/veja-7-desafios-que-criancas-devem-ser-alertadas-a-nao-fazer-pois-podem-levar-a-morte
    Departamento de Jornalismo (com informações: Folha Vitória)
    Kairós FM