Publicidade
Rádio Kairos - A rádio da família
    Alergia: clima seco e banho quente agravam dermatite atópica

    Alergia: clima seco e banho quente agravam dermatite atópica

    Mais comum nas crianças, dermatite atópica tende a se intensificar com o calor.

    Dermatite atópica acomete 3% dos adultos e 20% das crianças

    Coceira, vermelhidão, secura e lesões na pele. A dermatite atópica é uma doença crônica que atinge até 3% dos adultos e 20% das crianças. Ela pode surgir por diversos motivos, sejam eles genéticos, emocionais ou desencadeados por agentes externos.

    Dentre os fatores que ajudam a desencadear a doença estão desde banhos quentes e demorados ao clima seco desta época do ano, que deixa a pele ressecada.

    Frio extremo, temperaturas altas ou mudanças bruscas de temperatura também são mal toleradas pelas pessoas com dermatite atópica. Situações estressantes, como raiva, ansiedade e frustrações, também podem causar grande piora da doença aumentando a coceira e a vermelhidão.

    A dermatite atópica não é contagiosa e não tem cura, mas pode ser tratada. “Além de medicamentos, o paciente precisa adotar uma rotina diária de cuidado com a pele, como usar hidratantes e evitar banhos longos e quentes, entre outros”, destacou a dermatologista Juliana Drumond, médica especializada em Dermatologia.

    Como melhorar a pele?

    Evitar água quente por mais de 5 minutos;

    Tomar banho frio;

    Utilizar hidratantes sem cheiro e hipoalergênicos;

    Evitar exposição ao sol;

    Evitar alimentos com corantes;

    Evitar tecidos que retem suor.

    Fonte: https://novo.folhavitoria.com.br/saude/noticia/08/2018/alergia-clima-seco-e-banho-quente-agravam-dermatite-atopica

    Da Redação Multimídia
    Departamento de Jornalismo (com informações: Folha Vitória)
    Kairós FM