Notícias

DVD acústico marca novo período do Jota Quest.

Conhecida pelo repertório de músicas dançantes e por emplacar diversos hits durante os mais de 20 anos de carreira, o Jota Quest acaba de dar uma virada na carreira, com o lançamento do CD e DVD “Acústico Jota Quest – Músicas Para Cantar Junto”. Reunidos por quase um ano no estúdio próprio da banda, em Belo Horizonte, os quatro integrantes se empenharam para criar novos arranjos e para utilizar novos instrumentos na execução de canções muito conhecidas, como “Encontrar Alguém”, “As Dores do Mundo”, “Sempre Assim” e “Dias Melhores”.

 

Com show marcado para o próximo dia 18, em Vila Velha, a banda selou importantes parcerias na nova mídia, com Milton Nascimento e Marcelo Falcão. Além disso, no trabalho recém-lançado os músicos refletem a colaboração do produtor musical Nile Rodgers, ícone do pop mundial.

 

Em entrevista por telefone ao C2, Rogério Flausino (vocais), Marco Túlio (guitarra) e Márcio Buzelin (teclados) falaram sobre a nova fase, sobre a turnê do novo trabalho e sobre as parcerias. Confira o bate-papo.

 

São mais de 20 anos de carreira, imagino que não tenha sido fácil pensar em arranjos diferentes para tantos hits. Como foi esse processo de produção?

 

Rogério Flausino: Esse foi o nosso desafio mesmo, sem dúvidas. Tentar recriar esses clássicos, a maioria é de músicas muito conhecidas, muito queridas pelos fãs. Antes de mais nada, quisemos fazer um álbum para quem acompanha o Jota Quest desde o começo. Quisemos agradar esse público, convidá-los a comemorar conosco esses 20 anos. Queríamos dar uma nova vida, uma nova cor à banda. Nos dedicamos à elaboração de arranjos, com violões, teclados, procuramos muitas coisas de bateria. No DVD, muitas músicas começam e o público não consegue decifrar qual é. Foi um trabalho demorado, difícil.

 

Vocês têm fãs muito fiéis. Como tem sido a reação a esse novo trabalho? Houve algum tipo de estranhamento?

 

Márcio Buzelin: A primeira vez que tocamos as músicas para o público foi justamente na gravação do DVD. Então tivemos essa apreensão, porque não sabíamos como seria a reação. Tocávamos apenas as músicas isolados no estúdio. Mas foi muito emocionante, muito construtivo quando vimos as reações, as surpresas. Mergulhamos na nossa própria história e saímos com uma história nova com o lançamento desse DVD. Somos uma banda de show, de festivais, e algumas pessoas que não costumam ir a esse tipo de evento passaram a ir para ver esse trabalho novo e atípico. Temos atingido outras gerações, mães levam seus filhos aos shows. Isso é uma grande realização para nós.

 

E como tem sido a parceria com Nile Rodgers? Como isso refletiu no novo trabalho?

 

Flausino: Foi algo bem louco. É como se fosse um carinho nesse segundo momento do Jota Quest. Tivemos uma preocupação na tentativa de fazer com que as músicas mais dançantes conseguissem se manter dançantes mesmo na versão acústica. O Nile não está com a gente no DVD, mas a passagem foi muito marcante até por isso. Está tudo mais “cool”. Estamos até idealizando uma mini turnê com o Nile nos Estados Unidos, prevista para o segundo semestre do ano que vem.

 

E em relação ao Milton Nascimento e ao Falcão?

 

Marco Túlio: Sobre o Milton é até difícil falar, porque é um ícone da música e tem uma ligação muito prazerosa conosco, algo que é muito recíproco. Quando fomos pensar em parcerias, lembramos da música “O Sol”, que ele canta em alguns shows dele. É uma parceria que nos honra muito, ele aceitou e foi algo inexplicável. Já sobre o Falcão, ele mandou uma mensagem para o Rogério dizendo que tinha uma música resgatada no arquivo dele e achava que combinava com a gente. Ficou bem interessante. Foi um momento especial no DVD.

 

Como é incluir inéditas em um projeto desse? Acham que elas ficam em segundo plano ou vocês conseguem trabalhar com as faixas novas?

 

Márcio: Pois é, dentro de um clássico, elas ficam um pouco de lado, mas esse também é um grande barato. Quando escolhemos as três faixas, pensamos que tinham que ser as que casassem com a proposta do acústico, as letras, o jeito de tocar, a condução dessas canções... tudo tinha que combinar. Teve esse fio condutor musical para colocá-las no mesmo contexto.

 

E como tem funcionado a turnê? Estão mais comedidos no palco?

 

Flausino: Os meninos estão me amarrando, não tem jeito (risos). Eu fico bem ansioso, acabei levantando em vários momentos. Mas agora que começamos a colocar a turnê na rua, estamos aprendendo a lidar. Não tem outro jeito de construir um show a não ser realizando. Estamos mais contidos, mas tenho alguns momentos em pé, outros sentado, é por aí. Mas como disse, as músicas dançantes continuam dançantes, as canções mais suaves ganharam mais harmonia. Estamos saindo de alma lavada dos shows.

Confira

 

Acústico Jota Quest. Jota Quest. Sony Music, 25 faixas (DVD) e 16 faixas (CD). Preço sugerido (CD + DVD): R$ 38,90

 

Fonte: http://www.gazetaonline.com.br/entretenimento/cultura/2017/10/dvd-acustico-marca-novo-periodo-do-jota-quest-1014105303.html

 

Da Redação Multimídia
Departamento de Jornalismo (com informações: Gazeta Online)
Kairós FM

 voltar  |  topo  |  imprimir

 
Ao vivo Rancho da 94 com Rosy Oliveira das 16:00 às 16:40
  • 1 . Gusttavo Lima - Apelido Carinhoso
  • 2 . Jorge e Matheus - Contrato
  • 3 . Thiago Brava - Dona Maria
  • 4 . Thiaguinho - Só Vem
  • 5 . Matheus e Kauan - Tô Com Moral No Céu
 

De onde você ouve a rádio Kairós?

Resultado Parcial