Notícias

Amigos, amigos. Futebol à parte: Cruzeiro e Flamengo dividem paixões

"Amigos, amigos. Futebol à parte". Na noite desta quarta-feira, quando o árbitro Luiz Flávio de Oliveira apitar o início do confronto entre Cruzeiro e Flamengo, no Mineirão, em Minas Gerais, este famoso ditado do mundo da bola se aplicará a dois amigos de infância. O cruzeirense Lucas Muniz e o flamenguista Caio Santos cultivam uma amizade de longa data, mas estarão em lados opostos na tão aguardada decisão da Copa do Brasil.

E como não podia ser diferente, as brincadeiras entre os “rivais” já começaram tem tempo, e o estudante de engenharia mecânica, Caio, revela como tem sido o teor das conversas nos dias que antecedem a partida decisiva pelo torneio nacional.

“Sempre rola aquela zoação de ambas as partes. Ele fica me gritando lá do apartamento dele e eu gritando do meu. Somos amigos desde os cinco, seis anos e temos essa liberdade para provocar. Geralmente Flamengo e Cruzeiro não são tão rivais, mas, por ser final de campeonato, a rivalidade acaba aumentando. Até por isso, estou bastante ansioso para o jogo”, disse Caio Santos, de 23 anos.

 

Caio Marcio dos Santos, 23 anos, torce pro Flamengo, e Lucas Muniz, 21 anos, que torce pro Cruzeiro.  Embora os times sejam rivais os a amizade dos dois permanece

Caio Marcio dos Santos, 23 anos, torce pro Flamengo, e Lucas Muniz, 21 anos, que torce pro Cruzeiro. Embora os times sejam rivais os a amizade dos dois permanece
Foto: Guilherme Ferrari

Do outro lado o estudante de engenharia de produção, Lucas Muniz, de 21 anos, confirma as “provocações” entre os dois, e avalia os pontos positivos e os negativos de ter pela frente o time de coração do amigo no jogo mais importância para a Raposa na temporada 2017.

“Tem prós e contras em uma situação dessa. O divertido é que se o Cruzeiro ganhar e for campeão vou poder ficar zoando todo mundo. É que temos um grupo no WhatsApp com toda a galera e quando vencemos posso zombar da cara dos colegas. O ruim é se perdermos, porque aí vou ter que ouvir quieto as brincadeiras deles. Mas isso faz parte do futebol. Essa brincadeira sadia é o que faz as coisas terem graça”, comentou Lucas.

Caio conta que tornou-se rubro-negro por conta da influência de seu pai, Placidino Santos. Lucas, por sua vez, é o único cruzeirense da família Muniz e se apaixonou pelo clube celeste na final da Copa do Brasil de 2000, quando o Cruzeiro venceu o São Paulo por 2 a 1 no Mineirão e foi o campeão da competição.

 

Fonte: www.gazetaonline.com.br

 

Da Redação Multimídia
Departamento de Jornalismo (com informações: )
Kairós FM

 voltar  |  topo  |  imprimir

 
Ao vivo Cio da Terra com Rosy Oliveira das 17:00 às 18:00
  • 1 . Luan Santana - 2050
  • 2 . Jorge e Matheus - Contrato
  • 3 . Vitor Kley - O Sol
  • 4 . Dennis DJ (part. Bruno Martini e Vitin) - Sou Teu Fã
  • 5 . Nicky Jam (part. J Balvin) - X (EQUIS)
 

Você acredita que a seleção brasileira vai ganhar a Copa do Mundo 2018?

Resultado Parcial