Notícias

Canonização de Anchieta muda turismo religioso em cidade do ES

A canonização do padre jesuíta José de Anchieta completa dois anos neste domingo (3) e em pouco tempo já muda o turismo religioso no Espírito Santo. A cidade de Anchieta, na região Sul do estado, local onde o santo viveu por muitos anos, virou destino para muitos devotos. No município está localizado o Santuário Nacional São José de Anchieta. 

 

Anchieta foi canonizado no dia 3 de abril de 2014 pelo Papa Francisco, mais de 400 anos após a abertura de seu processo de canonização. Ele é o terceiro santo com laços estreitos com o Brasil. Na época, o Vaticano canonizou jesuíta mesmo sem ele ter milagres comprovados.

 

O reitor do santuário, Padre César Augusto dos Santos, contou que somente em janeiro de 2016 o local recebeu 2 mil turistas. "Isso não era assim. Vejo ônibus de vários lugares, principalmente do Nordeste. Aumentou bastante o fluxo de pessoas depois da canonização. Antes tinha, mas não era assim", afirmou.

 

Segundo o reitor, a cidade tem se preparado para receber os turistas. "Ainda não dá pra acolher todos que vêm em massa. Isso traz também uma ajuda imensa na economia do lugar. Graças a Deus é uma região rica em artesanato, nossa lojinha tem muitos itens que as pessoas levam. Tive que aumentar o número de funcionários do santuário", disse. 

 

O prefeito do município, Marcus Vinícius Assad, concorda que a procura de Anchieta como destino turístico aumentou, mas afirma que a infraestrutura do município ainda está crescendo.

"A gente começou a projetar a cidade, capacitando os quiosqueiros, os hoteleiros, trazendo uma nova visão de comércio para oferecer produtos religiosos. É uma tendência de médio e longo prazo. Além do turismo religioso, temos o de lazer e cultural", pontuou.

 

Segundo Assad, formou-se uma parceria com a Igreja Católica. "Até mesmo entre os evangélicos, que não creem no santo, estamos conscientizando para a importância de São José de Anchieta como fundador da nossa cidade, aquele que trouxe cultura", disse.

 

História


José de Anchieta chegou ao Brasil em 1553, em Salvador, na Bahia. O jesuíta fazia parte da Companhia de Jesus e veio para a colônia portuguesa para catequizar os índios. Foi fundador da cidade de São Paulo e ainda ajudou na fundação do Rio de Janeiro.

 

Viveu grande parte da sua vida no Espírito Santo, onde morreu em 1597. No estado, fundou a cidade de Reritiba, que hoje recebe o nome de Anchieta.

 

"São José de Anchieta veio trabalhar na Capitania do Espírito Santo quando já era padre, como missionário. Fundou a aldeia de Nossa Senhora da Conceição que mais tarde virou Reritiba. Tinha uma liderança muito grande. A presença dele foi vital na construção do Espírito Santo. A origem do estado está toda no trabalho de Anchieta", afirmou Padre César. 

 

Padroeiro


Desde 2015, São José de Anchieta é padroeiro do Brasil, junto com Nossa Senhora Aparecida. Segundo Padre César, que acompanhou o processo de canonização por 18 anos, o santo também é padroeiro dos catequistas, dos literatos e da cultura.

"Aqui no Brasil, ele escreveu muitas poesias, histórias. Traduziu a língua tupi, respeitou a cultura dos índios. A língua portuguesa tem mais de 10 mil vocábulos indígenas", afirmou.

 

José de Anchieta incorporou os costumes dos índios durante o período de catequização. "Ele aprendeu com os pajés como fazer curas, manteve o corte de cabelo igual ao dos índios. Absorveu muito a cultura. É padroeiro da cultura brasileira em muitos sentidos", disse o padre César.

 

Canonização


O processo de canonização de Anchieta durou mais de 400 anos e começou logo após a morte do jesuíta. Padre César explicou que o pedido ficou fechado por mais de 100 anos, quando os jesuítas foram expulsos do Brasil.

"Até a Companhia de Jesus voltar para a Igreja Católica, a causa ficou parada. Em 1980, ele foi beatificado. Isso significa que ele foi colocado para devoção do povo dos países onde ele viveu", afirmou.

 

A partir de 1980, o então beato José de Anchieta poderia ter igrejas em sua homenagem no Brasil em Portugal e na Espanha, locais onde viveu. "Quando ele foi canonizado em 2014, foi colocado para devoção no mundo inteiro e adicionado ao catálogo de santos do catolicismo".

 

A cidade Anchieta, no Espírito Santo, prepara programação especial para a canonização de José de Anchieta (Foto: Amanda Monteiro/ G1 ES)
A cidade Anchieta, no Espírito Santo (Foto: Amanda Monteiro/ Arquivo G1) 

Milagres


Embora tenha sido identificado como um santo milagreiro, Anchieta não teve nenhum milagre comprovado. "Milagre sempre teve muito, mas nenhum conseguia ser comprovado. Existiu um caso que aconteceu em 1960, mas como ocorreu antes da beatificação, o Papa Francisco não considerou", explicou Padre César.

 

A história que Padre César se refere é de uma criança que nasceu sem o osso do calcanhar e, após o pedido da avó em orações ao Padre Anchieta, o osso apareceu. "Na época, o médico falou que o osso tinha aparecido depois de 15 dias. Ele não sabia explicar por quê. Radiografias mostravam isso", disse.

Segundo Padre César, para a Igreja comprovar um milagre é muito difícil.

 

Oração a Santo Anchieta


"Senhor, Nosso Pai, através de vosso servo José de Anchieta evangelizastes o nosso Brasil. Ele amou os pobres e sofredores, amenizando e curando seus males e foi solidário com os índios, ajudando-os a Vos conhecer e amar em sua própria língua e costumes. Neste momento, ó Pai querido, por intercessão de Santo Anchieta, eu vos peço a Graça (indicar a graça)... Fortalecido pela mediação de Nossa Senhora, que ele muito amou em sua vida. Amém."

 

Missa


Uma missa vai apresentar o decreto assinado pelo Papa Francisco, que tornou Padre José de Anchieta santo da Igreja Católica. A missa vai acontecer no Santuário Nacional do santo, em Anchieta, na região Sul do Espírito Santo, neste domingo (3), às 10h30.

 

Esse ano, o presente entregue aos fiéis é a apresentação da bula de canonização. "Vamos mostrar essa bula, que é um decreto assinado pelo Papa, em sua autoridade, que coloca o Padre Anchieta no albúm de santos da Igreja Católica", explicou Padre César. 

 

Fonte: G1.globo.com/espirito-santo
Da Redação Multimídia

Departamento de Jornalismo (com informações: 
G1.globo.com/espirito-santo)

Kairós FM 

 voltar  |  topo  |  imprimir

 
Ao vivo Bom dia Kairós com Dejota das 11:00 às 11:30
  • 1 . Gusttavo Lima - Apelido Carinhoso
  • 2 . Jorge e Matheus - Contrato
  • 3 . Thiago Brava - Dona Maria
  • 4 . Thiaguinho - Só Vem
  • 5 . Matheus e Kauan - Tô Com Moral No Céu
 

De onde você ouve a rádio Kairós?

Resultado Parcial