Notícias

Estado investiga três casos suspeitos da febre chikungunya.

Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunyaTrês casos suspeitos de febre chikungunya estão sendo investigados pela Secretaria da Saúde do Espírito Santo (Sesa). No entanto, é cedo para saber se a doença - que assim como a dengue, é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti - de fato chegou ao Estado. O resultado dos exames deverá ficar pronto em até 15 dias.

Segundo a Sesa, outros 17 casos sob suspeita foram descartados este ano. Segundo coordenador do Centro de Emergência em Saúde Pública da pasta, Gilton Luiz Almada, as hipóteses ferem-se à pacientes com febres acima dos 38,5 graus, dores nas articulações e que viajaram à locais onde a doença já se manifesta.

Os casos também podem se referir a outras doenças, já que os sintomas da febre se assemelham aos de quadros como dengue e malária. Mesmo assim, Gilton ressalta a importância do combate ao mosquito transmissor do vírus para evitar o contágio.

Segundo o Ministério da Saúde, até 30 de maio deste ano foram registrados 2.430 casos da febre no país, sendo 1.497 na Bahia, 925 no Amapá e sete no Distrito Federal. Para o doutor em Doenças Infecciosas Reynaldo Dietze, devido à migração de pessoas entre as regiões, é uma questão de tempo até que a doença chegue ao Estado. Ao contrário da dengue, a febre chikungunya não chega a matar, mas seus sintomas podem se prolongar por até três meses.

Fonte: Gazeta Online

Da Redação Multimídia

Departamento de Jornalismo
(com informações: Gazeta Online)
Kairós FM

 voltar  |  topo  |  imprimir

 
Ao vivo Coração Sertanejo com Gilson Meirelles das 05:00 às 07:00
  • 1 . Luan Santana - 2050
  • 2 . Jorge e Matheus - Contrato
  • 3 . Vitor Kley - O Sol
  • 4 . Dennis DJ (part. Bruno Martini e Vitin) - Sou Teu Fã
  • 5 . Nicky Jam (part. J Balvin) - X (EQUIS)
 

Você acredita que a seleção brasileira vai ganhar a Copa do Mundo 2018?

Resultado Parcial